PIPELINE E TOUR MUNDIAL 2014 CONFIRMADOS

PIPELINE E TOUR MUNDIAL 2014 CONFIRMADOS

Circuito Mundial de Bodyboard 2014 (transmitiremos ao vivo esta etapa em nosso site)

Depois de várias semanas em negociações, está confirmado que iremos ter um circuito mundial este ano com um formato reformulado.

Devido à situação volátil da economia global, acreditamos que será melhor para todos que voltemos a um circuito com um ranking apenas e com os eventos a serem classificados com estrelas.

Este sistema foi usado em 2009 e foi benéfico para os atletas e organizadores, por isso acreditamos no pensamento que “voltar atrás” irá promover o crescimento.

O circuito mundial 2014 irá começar com a primeira etapa em Pipeline de 18 a 28 de Fevereiro. “Este é um ano e um evento essencial para o bodyboard, eu vou fazer o meu melhor para apoiar os atletas e staff para assegurar a maior qualidade possível no Pipeline Challenge 2014″ – Ben Severson (Organizador do Pipeline Challenge 2014)

Houve uma reunião a nível internacional no dia 5 de Janeiro que foi crucial para o futuro do Bodyboard. A A.P.B (Association of Professional Bodyboarder’s), foi formada com a colaboração de uma organização não lucrativa e os novos atletas representantes de todo o mundo.

Este grupo é a associação de atletas, membros da direção e organizadores de eventos com o objetivo de representar os atletas da modalidade e levá-la numa direção positiva e proteger a sua credibilidade.

A APB foi formada com o objetivo soberano de controlar a direção da modalidade e representar a elite dos atletas. A APB não vai organizar o circuito mundial, mas sim estabilizar o bodyboard. A IBA vai continuar a organizar etapas do circuito mundial e a APB irá supervisionar os seus eventos e assistir quando necessário para assegurar o melhor para o bodyboard e atletas.

associação_MB

Com Mike Stewart, Jeff Hubbard, Ryan Hardy, Guilherme Tamega, Karla Costa e Mark McCarthy a representar os atletas, o futuro do bodyboard é próspero.

A APB vai atuar de forma unida, pois irá fazer decisões cruciais colectivamente sobre o circuito mundial de homens, mulheres e Dropknee.

Estrutura da APB
Alex Leon (GM & events Rep)
Mike Stewart (Hawaiian athlete Rep)
Guilherme Tamega (Latin athlete Rep)
Craig Hadden (Technical Operations)
Jeff Hubbard (USA & DK athlete Rep)
Mark McCarthy (Sth Africa athlete Rep)
Chico Garritano (Head Judge)
Ryan Hardy (Australian athlete Rep)
Karla Costa (Womens athlete Rep)
Diogo Marques (European rep)

Sistema de Estrelas para o Circuito Mundial 2014

O prize-money mínimo será de 25,000 Dolares. O ranking final será metade dos melhores resultados do circuito mais uma etapa. No caso de acontecer mais que um atleta ter os mesmos pontos o desempate será feito no seguinte melhor resultado de 2014.

Se os desempates não conseguirem ser achados desta forma, será desempatado pelos resultados nos eventos. Se mesmo assim não acontecer será feito um heat para desempate.

No máximo 2000 pontos estarão disponiveis para os eventos que tiverem os requerimentos de bónus. Cada etapa irá começar nos 1000 pontos.

Prize-money Bônus: As etapas podem elevar as estrelas se adicionarem prize-money. 200 pontos extra por cada 15.000$ com o minimo de 25.000$.

Bônus de infraestrutura e história: Os eventos terão 200 pontos extra baseado em (infraestruturas, webcast, estrutura e media) e também a posição histórica do evento.

Bônus por Período de Espera: Os eventos terão um bônus extra de 200 pontos se tiverem um período de espera de 10 dias.

Bônus de Qualidade de onda: Os eventos terão um bônus de 200 ou 400 pontos baseado na qualidade da onda.

PIPE MB

Sistema de Estrelas

1 Estrela = 1000 pontos

2 Estrelas = 1200 pontos

3 Estrelas = 1400 pontos

4 Estrelas = 1600 pontos

5 Estrelas = 1800 pontos

6 Estrelas = 2000 pontos

Exemplos de ondas de qualidade:

Teahupoo, Tahiti

Zicatela, Mexico

Box, Western Australia

Pipeline, Hawaii

El Gringo, Chile

South Coast, New South Wales

Fronton, Canary Islands

Nazaré, Portugal

Cave Rock, South Africa

Top 28 Homens, Top 8 DK e Top Mulheres

O Circuito Mundial 2014 de homens vai consistir no top 28 (determinado no ano anterior de um ranking unido)

Todos os atletas terão que pagar uma cota.

Para assegurar uma posição no top 28, os atletas que competirem no tour terão que pagar uma quota exclusiva ao top 28 de 500 dolares. Isto irá assegurar a sua posição nos rounds principais em qualquer etapa do ano. A mesma coisa funciona para o top 8 das mulheres e o top 8 de Dropknee.

IBA

Wildcards

Serão atribuídos no máximo 4 wildcards por cada etapa (homens).

A APB decide 2 e a organização os outros 2.

As mulheres e dropknee será igual aos outros anos.

Fonte: Riptide

Curta a Fan Page do Projeto Mundo Bodyboard e ajude a promover quem faz pelo esporte!!!

Deixe seu comentário »

Email
Print